19 de junho de 2011

Quim


Joaquim Carvalho de Azevedo (Quim), nasceu no dia 23 de Agosto de 1959 em Vila do Conde.
Fez toda a sua formação futebolística nas camadas jovens do Rio Ave F.C. e na temporada de 1977/78 teve a sua estreia como sénior. Representou o clube da sua terra até ao final da época de 1983/84.
Em 1984/85 transferiu-se para o Futebol Clube do Porto. 
Vestiu a camisola azul e branca dos Dragões durante cinco temporadas e onde venceu praticamente tudo o que havia para vencer. Desde Campeonato Nacional, Taça de Portugal, Supertaça Cândido de Oliveira. Mais saborosas foram as vitórias da Taça Intercontinental, Supertaça Europeia, com a Taça dos Clubes Campeões Europeus no topo depois de vencido o F.C. Bayern de Munique em Viena.
A temporada de 1988/89 foi a ultima que passou nas Antas e na época seguinte ingressou no F.C. Tirsense. Em 1990/91 viajou para o sul do país para representar os algarvios do S.C. Farense durante duas temporadas. Depois voltou a Vila do Conde e ao Rio Ave F.C. para jogar mais duas épocas até terminar a carreira em 1993/94.
Em 1997/98 deu inicia à carreira de treinador ao assumir o comando técnico do A.D. Esposende. Teve passagens por Canelas Gaia F.C., S.C. Vila Real, F.C. Pampilhosa e C.U. Micaelense que foi o ultimo clube que orientou na temporada de 2006/07.

Palmarés
1 Taça Clubes Campeões Europeus
1 Taça Intercontinental
1 Supertaça Europeia
4 Campeonatos Nacionais da 1ª Divisão (Portugal)
1 Taça de Portugal
2 Supertaças Cândido de Oliveira

12 de junho de 2011

Sebastião Ferreira Mendes


Sebastião Ferreira Mendes foi o 12º Presidente do Futebol Clube do Porto. Comandou o clube em dois períodos diferentes. Primeiro entre 1927/28 e mais tarde, entre 1932/34.
Em 1928 teve dois dos seus melhores atletas em plano de destaque. Valdemar Mota, extremo-direito, ao serviço da Selecção Nacional esteve em Amesterdão nos Jogos Olímpicos, tornou-se assim no primeiro portista a ter essa honra. Acácio Mesquita, avançado-centro, praticava também atletismo e foi campeão nacional de triplo-salto.
No segundo mandato de Sebastião Ferreira Mendes, o F.C. Porto iniciou-se na modalidade de Andebol e vê a sua sede ser transferida, em 1933, para a então denominada Praça do Município, que nos dias de hoje é Praça General Humberto Delgado.
Em 1932 os Dragões vencem o seu terceiro Campeonato de Portugal depois de derrotarem na finalíssima o C.F. Belenenses por 2-1 com golos de Pinga e Carlos Mesquita.
Pinga que quando ingressou no F.C. Porto foi trabalhar para fábrica de Sebastião Ferreira Mendes, o que motivou alguma polémica, com o seu anterior clube, o Marítimo S.C. a acusar os portista de falsificação de documentos.
Em 1935 e já depois de deixar os comandos do F.C. Porto, Sebastião Ferreira Mendes, juntamente com Bento Correia, foram a voz de um grupo de sócios que deram inicio a uma subscrição pública para oferecer medalhas aos campeões de 1934/35.
No dia 13 de Setembro de 1938 Sebastião Ferreira Mendes tornou-se no primeiro portista a ser condecorado com o título de Presidente Honorário do clube.

5 de junho de 2011

Fernando Perdigão

Fernando Julio Perdigão nasceu no dia 11 de Novembro de 1932 em Lourenço Marques, Moçambique.
Começou a sua carreira desportiva no clube da sua terra, o Clube Desportivo de Lourenço Marques.
No início da temporada de 1952/53 chegou ao Futebol Clube do Porto.
Além de um excelente futebolista, Fernando Perdigão era também praticante de atletismo, nesta ultima modalidade e ainda júnior, foi recordista de saltos em altura e Campeão Nacional já na categoria de sénior.
A sua estreia com a camisola dos Dragões aconteceu no dia 22 de Abril de 1953 no Estádio Municipal de Coimbra onde o F.C. Porto empatou 1-1 com a Académica, numa partida a contar para a 21ª jornada do Campeonato Nacional da época de 1952/53.
Representou o F.C. Porto durante onze temporadas tendo-se sagrado Campeão Nacional em 1955/56 e 1958/59. Conquistou também por duas vezes a Taça de Portugal nas épocas de 1955/56 e 1957/58.
Venceu também a Taça Associação de Futebol do Porto por seis vezes (1956/57, 1957/58, 1959/60, 1960/61, 1961/62 e 1962/63).
Foi um dos títulares da equipa portista que participou pela primeira vez nas competições europeias ao defrontar o Athletic Club Bilbao, num jogo a contar para a 1ª eliminatória da Taça dos Clubes Campeões Europeus na época de 1956/57.
Perdigão representou a Selecção Nacional de futebol numa altura em que eram raros os jogadores do F.C. Porto a terem essa honra.
No final da década de 60 regressou a Moçambique e ao C.D. Lourenço Marques no qual ainda jogou mais alguns anos, terminou a sua carreira de jogador-treinador no Clube Desportivo Indu-Português.
Voltou mais tarde para Portugal, foi viver para a cidade de Aveiro onde faleceu no dia 16 de Fevereiro de 2007.

Palmarés
2 Campeonatos Nacionais da 1ª Divisão (Portugal)
2 Taças de Portugal
6 Taças Associação de Futebol do Porto