31 de julho de 2011

Reboredo


Francisco Reboredo Mosquera nasceu no dia 14 de Setembro de 1914 em Buenos Aires, Argentina. 
Chegou a Portugal em 1937 para se estrear com a camisola do Futebol Clube do Porto no dia 1 de Março, numa partida contra o Leixões S.C., e ainda a tempo de fazer parte do plantel portista que venceu o Campeonato de Portugal depois da vitória na final, em Coimbra, sobre o Sporting C.P. por 4-2.
Na temporada de 1938/39 os Dragões foram os vencedores do primeiro Campeonato Nacional da 1ª Divisão, com Reboredo a ser uma das figuras da equipa orientada por Siska.
Com a camisola dos Dragões ainda venceu quatro Campeonatos do Porto.
Em 1941/42 mudou-se para Espanha para ingressar no R.C. Deportivo da Coruña, clube que representou durante cinco temporadas até terminar a carreira de futebolista em 1948.
Seguiu mais tarde a carreira de treinador.
Voltou ao F.C. Porto onde foi durante vários anos o responsável pelos juvenis. Assumiu o comando técnico da equipa principal portista em 1949/50 e também em 1961/62.
Na temporada seguinte foi treinar o V. Setúbal para depois rumar a Alvalade onde fez parte da equipa técnica que levou o Sporting C.P. à vitória na Taça dos Vencedores das Taças.

Palmarés
1 Campeonatos Nacional da 1ª Divisão (Portugal)
1 Campeonato de Portugal
4 Campeonatos do Porto

24 de julho de 2011

Estádio do Lima


O Estádio do Lima foi inaugurado no dia 16 de Março de 1924.
Propriedade do Académico Futebol Clube, serviu de casa emprestado ao Futebol Clube do Porto em diversas ocasiões principalmente na década de 1940.
Na época, o Estádio do Lima, era um dos melhores do país, com a sua bancada central coberta e bancada em cimento no topo Norte, para além de zona de “peão”. Possuía ainda pista de ciclismo, atletismo, campo de basquetebol e um pavilhão.
Foi neste estádio que no dia 6 de Maio de 1948 se escreveu uma das mais brilhantes páginas da história do Futebol Clube do Porto. Os dragões receberam e derrotaram os londrinos do Arsenal F.C. por 3-2.

17 de julho de 2011

Amaury


Amaury da Silva nasceu no dia 6 de Março de 1942 em Marília (Marilha), Brasil.
Começou por jogar futebol nas camadas jovens de pequenos clubes da sua terra, até que com 17 anos é chamada à equipa principal do Associação Atlética São Bento de Marília. Dois anos mais tarde assina o seu primeiro contrato a nível profissional para representar o Guarani F.C. As boas exibições ao serviço do clube de Campinas valeram-lhe a chamada à selecção do Brasil e também a transferência para o Flamengo F.C.
No dia 16 de Junho de 1965 chegou a Portugal para ingressar no Futebol Clube do Porto onde disputou 30 partidas (19 campeonato, 8 Taça de Portugal e 3 Taça Cidades com Feira), tendo apontado 8 golos. No final dessa temporada de 1965/66, Amaury regressou ao Brasil para vestir a camisola do Santos F.C. a troco de 2.400 contos.

Palmarés:
1 Taça Associação de Futebol do Porto

3 de julho de 2011

Nuno Espírito Santo

Nuno Herlander Simões Espírito Santo nasceu no dia 25 de Janeiro de 1974 em São Tomé, São Tomé e Príncipe.
Com 18 anos integrou o plantel principal do V. Guimarães para a temporada de 1992/93. Foi posteriormente emprestado durante uma época ao S.C. Vila Real para voltar ao clube da cidade de Guimarães na temporada seguinte onde actuou durante mais dois anos tendo começado a despertar a cobiça de vários clubes, entre eles o Futebol Clube do Porto. Mas o próximo destino de Nuno foi Espanha. No país vizinho jogou seis temporadas e representou o R.C. Deportivo da Coruña, Mérida U.D. e C.A. Osasuna.
No verão de 2002 transferiu-se para o F.C. Porto. No seu primeiro ano de estreia com a camisola dos Dragões, Nuno sagrou-se Campeão Nacional, conquistou a Taça de Portugal (competição onde marcou um golo de penalti contra o Varzim S.C. na vitória portista por 7-0), e venceu a Taça UEFA.
A temporada que se seguiu trouxe mais vitórias. Começou com a conquista da Supertaça Cândido de Oliveira, seguiu-se a revalidação do campeonato nacional e terminou com a saborosa vitória em Gelsenkirchen na final da Liga dos Campeões.
2004/05 Começou igual à temporada anterior, com a vitória da Supertaça Cândido de Oliveira. Em Dezembro o F.C. Porto, na qualidade de Campeão Europeu, rumou ao Japão para medir forças com o Once Caldas, Campeão Sul-Americano. Aos 103 minutos, Nuno foi chamado para substituir Vítor Baía e teve dessa forma inesperada a responsabilidade de defender a baliza portista no desempate por penaltis que o F.C. Porto acabaria por vencer por 8-7.
Na época seguinte, Nuno transferiu-se para o F.K. Dínamo de Moscovo, para voltar a Portugal no início de 2007 onde representou o C.D. Aves.
Regressou ao F.C. Porto em 2007/08 para jogar mais três temporadas e onde voltou a vencer mais dois campeonatos nacionais, duas Taças de Portugal e uma Supertaça Cândido de Oliveira. No final da época de 2009/10 colocou um ponto final na sua carreira de jogador.
Na temporada seguinte fez parte da equipa técnica do seu antigo treinador, Jesualdo Ferreira, no Málaga C.F., tendo-se seguido o Panathinaikos A.O.
Em 2012/13, assumiu o comando técnico do Rio Ave F.C. Na temporada de 2013/14 conduziu o clube de Vila do Conde à final da Taça da Liga e à Final da Taça de Portugal. Em 2014/15 rumou a Espanha para comandar o Valencia C.F. tendo deixado o clube espanhol em Novembro de 2015.
Em Junho de 2015 regressa ao F.C. Porto para assumir o comando técnico da equipa principal dos Dragões.

Palmarés
1 Taça Intercontinental
1 Liga dos Campeões
1 Taça UEFA
5 Campeonatos Nacionais da 1ª Divisão (Portugal)
3 Taças de Portugal
3 Supertaças Cândido de Oliveira