27 de outubro de 2014

Jaime

Jaime Ferreira da Silva nasceu no dia 17 de Abril de 1941 em Santa Maria da Feira.
Na época de 1959/60 ingressou no Futebol Clube do Porto.
Permaneceu nas Antas durante dez temporadas, entre 1959/69 a 1968/69. Começou por ser pouco utilizado na primeira época, mas depois passou a ser um dos jogadores mais utilizados pelos treinadores que passaram pelo banco dos portistas.
Conquistou a Taça Associação de Futebol do Porto por sete vezes, entre 1959/60 a 1965/66 e a Taça de Portugal de 1967/68, onde foi um dos titulares na equipa que derrotou o V. Setúbal por 2-1 na Final disputada no dia 16 de Junho de 1968 no Estádio do Jamor.
Jaime também viveu outros grandes momentos com a camisola dos Dragões, como a vitória sobre o Athletic Club de Bilbao no dia 1 de Setembro de 1962 e que serviu para inaugurar a instalação eléctrica do Estádio das Antas.
Mas mais importante foi o triunfo sobre os franceses do Olimpique de Lyon por 3-0 para a 1ª mão da 1ª eliminatória da Taça dos Vencedores das Taças. O que marcou a primeira vitória do F.C. Porto nas competições europeias no dia 16 de Setembro de 1964.
Nos dez anos em que representou o F.C. Porto, Jaime disputou 182 partidas e marcou 40 golos.

Palmarés
1 Taça de Portugal
7 Taças Associação de Futebol do Porto

Agradecimento ao Armando Pinto do blog: memoriaporto.blogspot.pt pela foto enviada.

20 de outubro de 2014

Yuran

Sergei Nikolayevich Yuran nasceu no dia 11 de Junho de 1969 em Lugansk na Ucrânia.
Começou por jogar futebol nas camadas jovens do F.C. Zorya Lugansk, até que no início da temporada de 1985/86 estreou-se no plantel principal do clube ucraniano. Em 1987/88 transferiu-se para o F.C. Dynamo Kyiv onde jogou durante três épocas e onde conquistou o Campeonato da União Soviética de 1989. Em 1991/92 viajou para Portugal para jogar no S.L. Benfica. No clube da capital portuguesa esteve três temporadas, tendo vencido a Taça de Portugal de 1992/93 e o Campeonato Nacional de 1993/94.
Em 1994/95 Yuran ingressa no Futebol Clube do Porto. Estreia-se com a camisola azul e branca no Estádio das Antas no dia 11 de Setembro de 1994 numa partida da 3ª jornada do Campeonato Nacional contra o C.F. União da Madeira que os portistas venceram por 3-0. Já o primeiro golo que Yuran apontou foi à 6ª jornada em pleno Estádio da Luz contra a sua anterior equipa, um golo que foi bastante festejado pelo jogador ucraniano.
Na única temporada em que esteve ao serviço dos Dragões, Yuran disputou 30 partidas e marcou 5 golos, tendo-se sagrado Campeão Nacional e conquistado a Supertaça Cândido de Oliveira.
Yuran transferiu-se depois para o F.K. Spartak Moscovo e apesar de não ter conquistado nenhum título, conseguiu um feito notável ao vencer todos os jogos da fase de grupo da Liga dos Campeões de 1995/96. Ainda em 1996 ingressou nos ingleses do Millwall F.C. Na temporada de 1996/97 viajou para a Alemanha para jogar no Fortuna Dusseldorf. Na época seguinte rumou ao V.F.L. Bochum, onde esteve duas temporadas. Em 1999 regressou ao F.K. Spartak Moscovo mas no início da época de 1999/00 transferiu-se para os austríacos do S.P. Sturm Graz, onde se manteve duas temporadas tendo terminado a sua carreira de futebolista no final da época de 2000/01.
Passou depois a treinador, tendo-se iniciado na equipa B do F.K. Spartak Moscovo em 2002, no entanto já orientou várias equipas da Rússia e conta com passagens pela Letónia, Cazaquistão e Azerbaijão.

Palmarés
2 Campeonatos Nacionais I Divisão (Portugal)
1 Campeonato União Soviética
1 Taça de Portugal
1 Supertaça Cândido de Oliveira

13 de outubro de 2014

Manuel António

Manuel António Leitão da Silva nasceu no dia 29 de Janeiro de 1946 em Santo Tirso.
Deu início à sua carreira de futebolista nos escalões de formação do clube da sua terra, o F.C. Tirsense, até que na temporada de 1963/64 ingressou na formação sénior do Clube de Santo Tirso. Na época seguinte ingressou na Académica de Coimbra para assim poder tirar o curso de Medicina, uma paixão ainda maior do que o futebol e um sonho do seu pai que tinha uma mercearia na Rua da Industria.
Em 1965/66 chegou ao Futebol Clube do Porto. O então presidente portista, Cesário Bonito teve que desembolsar cerca de 800 contos para Manuel António poder vestir a camisola azul e branca. Foram três as temporadas em que serviu o F.C. Porto, com o momento alto a ser a vitória da Taça de Portugal de 1967/68. Conquistou também a Taça Associação de Futebol do Porto de 1965/66.
Nas temporadas que esteve nas Antas, Manuel António disputou 64 partidas e apontou 41 golos. Apesar de ter deixado a cidade de Coimbra nunca deixou os livros de lado e aproveitou todos os tempos livres nos estágios e nas viagens para estudar já que levava na bagagem os calhamaços que iriam fazer dele um médico famoso.
Em 1968/69 regressou à Académica de Coimbra para deixar os estudantes apenas no final da época de 1976/77. Nos nove anos em que permaneceu no clube dos estudantes foi o melhor marcador do Campeonato Nacional de 1968/69 e sagrou-se Campeão Nacional da II Divisão da época de 1972/73.
Em 1977/78 transferiu-se para a U.D. Leiria onde colocou um ponto final na sua carreira de futebolista no final dessa mesma temporada.
Abraçou depois a carreira de médico tendo chegado a Director do Serviço de Oncologia dos Hospitais da Universidade de Coimbra e Presidente do Conselho de Administração do Instituto Português de Oncologia de Coimbra.

Palmarés
1 Taça de Portugal
1 Campeonato Nacional II Divisão (Portugal)
1 Taça Associação de Futebol do Porto

fonte: A Bola

6 de outubro de 2014

Eleutério

António Eleutério Santos nasceu no dia 10 de Fevereiro de 1928 em Lisboa.
Depois de ter passado pelos escalões de formação do Clube Oriental de Lisboa (na altura ainda com o nome de Grupo Desportivo”Os Fósforos” de Lisboa), Eleutério ascendeu ao plantel principal do clube lisboeta e desde logo se cotou como um dos mais importantes jogadores da equipa.
Em 1952/53 chegou ao Futebol Clube do Porto e tal como tinha feito no seu anterior clube, também começou a sobressair no plantel azul e branco.
Esteve ao serviço dos Dragões durante cinco temporadas, tendo conquistado uma Taça Associação de Futebol do Porto, um Campeonato Nacional e uma Taça de Portugal, com os portistas a derrotarem o S.C. União Torreense por 2-0 na Final disputada no Estádio do Jamor no dia 27 de Maio de 1956.
Nos cinco anos em que esteve no F.C. Porto, Eleutério disputou 63 jogos oficiais, e marcou três golos. O último golo que marcou foi precisamente contra o seu primeiro clube, numa partida a contar para a 25ª jornada do Campeonato Nacional de 1956/57 em que os azuis e brancos venceram por 3-0.
No final da época de 1956/57 deixou o F.C. Porto.

Palmarés
1 Campeonato Nacional 1ª Divisão (Portugal)
1 Taça de Portugal
1 Taça Associação de Futebol do Porto