30 de março de 2015

Nuno Valente

Nuno Jorge Pereira da Silva Valente nasceu no dia 12 de Setembro de 1974 em Lisboa.
Depois de ter passado por todos os escalões de formação do Sporting C.P., tendo mesmo sido Campeão Nacional de Juniores em 1991/92, Nuno Valente subiu à categoria de sénior na época de 1993/94, no entanto seguiu para o Algarve e para jogar por empréstimo no Portimonense S.C. Regressou a Alvalade na temporada seguinte, venceu a Taça de Portugal de 1994/95 e por lá se manteve até ser de novo emprestado ao S.C. Marítimo na época de 1996/97. Voltou ao clube leonino em 1997/98 para jogar mais duas temporadas. No final da época de 1998/99 rescindiu o contrato que o ligava ao Sporting C.P. e assinou pelo U.D. Leiria. No clube da cidade do Lis esteve durante três temporadas que foram as melhores de sempre do clube leiriense.
No início da época de 2002/03 foi contratado pelo Futebol Clube do Porto.
A sua estreia com a camisola dos Dragões aconteceu no dia 25 de Agosto de 2002 no Estádio das Antas quando os portistas receberam e empataram por 2-2 com o C.F. Belenenses, num jogo a contar para a 1ª jornada do Campeonato Nacional de 2002/03.
Nuno Valente representou o F.C. Porto durante três épocas, com 84 partidas disputadas e 1 golo marcado na 6ª eliminatória da Taça de Portugal de 2002/03 quando os portistas visitaram o V. Guimarães e venceram por 2-1.
Nas três temporadas em que esteve ao serviço do F.C. Porto, Nuno Valente Sagrou-se por duas vezes Campeão Nacional, ganhou a Supertaça Cândido de Oliveira também por duas ocasiões e venceu uma Taça de Portugal, mas as maiores conquistas foram a vitória na Taça UEFA de 2002/03 e a Liga dos Campeões de 2003/04.
Na temporada seguinte as lesões passaram a atormenta-lo e deixou de ser primeira opção para o treinador Co Adriaanse, acabando por deixar o F.C. Porto.
Em Agosto de 2005 foi contratado pelos ingleses do Everton F.C., jogou no clube de Liverpool por mais três temporadas e no final da época de 2008/09 terminou a sua carreira de futebolista.
Nuno Valente representou a Selecção Nacional por 33 vezes e marcou 1 golo. Esteve presente no Campeonato da Europa de 2004 e no Campeonato do Mundo de 2006. Passou a fazer parte da equipa técnica do Everton F.C. em 2009/10, mas na temporada seguinte regressou ao Sporting C.P. para integrar também a equipa técnica do clube leonino, lugar que ocupou até deixar o clube em 2014/15 e assumir o cargo de treinador adjunto nos juniores do S.G. Sacavenense na época de 2016/17.
No dia 25 de Julho de 2014 voltou a vestir a camisola do F.C. Porto e a jogar no Estádio do Dragão no jogo de homenagem e despedida de Deco.

Palmarés
1 Liga dos Campeões
1 Taça UEFA
2 Campeonatos Nacionais I Divisão (Portugal)
2 Taças de Portugal
2 Supertaças Cândido de Oliveira

23 de março de 2015

Guilherme do Carmo Pacheco

Guilherme do Carmo Pacheco foi o 4º presidente do Futebol Clube do Porto.
Já desempenhava a função de Secretário-geral quando José Monteiro da Costa era o presidente, depois da morte do re-fundador do clube, em Janeiro de 1911 e da breve passagem de Júlio Garcez de Lencastre pela presidência dos Dragões, Guilherme do Carmo Pacheco assumiu o cargo de presidente depois de ter sido eleito na assembleia-geral realizada no dia 21 de Setembro de 1911.
Manteve-se à frente dos destinos do F.C. Porto até Maio de 1912, o seu trabalho foi de tal forma apreciado pelos sócios que em assembleia-geral marcada a 1 de Novembro de 1913 foi nomeado Sócio Honorário, passando a ser o primeiro presidente do clube com essa distinção.
Foi durante o seu mandato que o F.C. Porto conseguiu a sua primeira vitória sobre um clube estrangeiro, quando no dia 17 de Março de 1912 os espanhóis do Real Fortuna de Vigo saíram do Campo da Rainha com uma pesada derrota por 4-1.

16 de março de 2015

Romualdo Torres

Romualdo Torres foi um futebolista que representou o Futebol Clube do Porto nos primeiros anos da história do clube.
Praticante de várias modalidades para além do futebol, entre elas, atletismo, alteres e pesos, cricket e patinagem, desportos que faziam parte do universo portista na época.
Mas foi no futebol que Romualdo Torres se destacou e que entrou para a história do F.C. Porto, já que foi um dos melhores jogadores da equipa azul e branca e esteve nas primeiras partidas disputadas pelos Dragões, com destaque para o primeiro jogo internacional do F.C. Porto contra os espanhóis do Real Fortuna de Vigo, um desafio que teve lugar no dia 15 de Dezembro de 1907.
Romualdo Torres representou os portistas até 1910, altura em que deixou a pratica do futebol.

9 de março de 2015

Cândido Costa

Cândido Alves Moreira da Costa nasceu no dia 30 de Abril de 1981 em São João da Madeira.
Começou com sete anos a jogar futebol no A.D. Sanjoanense e aos 15 anos ingressou no S.L. Benfica onde permaneceu até ao final da temporada de 1998/99. No ano seguinte e já como sénior transferiu-se para o S.C. Salgueiros.
No início da época de 2000/01 foi contratado pelo Futebol Clube do Porto.
A sua estreia com a camisola dos Dragões aconteceu no dia 13 de Agosto de 2000 no Estádio das Antas onde os portistas receberam e empataram com o Sporting C.P. 0-0 no jogo da 1ª mão da Supertaça Cândido de Oliveira.
Cândido Costa que esteve durante duas épocas e meia ao serviço do F.C. Porto, disputou 57 partidas oficiais e marcou 3 golos.
Venceu por duas vezes a Taça de Portugal (2000/01 e 2002/03), sagrou-se Campeão Nacional em 2002/03 e conquistou a Taça UEFA também na época de 2002/03.
Em Janeiro de 2003 foi emprestado pelos portistas ao V. Setúbal onde esteve até Junho desse mesmo ano. Na temporada de 2003/04 e mais uma vez por empréstimo ingressou nos ingleses do Derby County F.C.. Em 2004/05 transferiu-se em definitivo para o S.C. Braga onde esteve durante duas épocas. Em 2006/07 rumou a Lisboa para representar o C.F. Belenenses, onde ficou quatro temporadas e voltou a mostrar todas as sua qualidades de bom futebolista e que valeram a transferência para o F.C. Rapid Bucareste no início da época de 2010/11. Na temporada seguinte regressou a Portugal para defender as cores do F.C. Arouca, mas acabou por não ser feliz já que uma grave lesão o afastou dos relvados durante um longo período de tempo e nem sequer chegou a vestir a camisola do clube de Arouca em jogos oficiais. Em 2012 teve uma breve passagem pelo C.D. Tondela e no início de 2013 ingressou no S.C. São João de Ver. Em 2014/15 passou pelo A.D. Ovarense, clube onde terminou a sua carreira de futebolista.
Abraçou logo depois o cargo de treinador ao assumir o comando técnico da formação de futebol feminino do A.D. Ovarense. Em 2017/18 passou a treinar a secção feminina do F.C. Cesarense.

Palmarés
1 Taça UEFA
1 Campeonato Nacional 1ª Divisão (Portugal)
2 Taças de Portugal

2 de março de 2015

Taça Campeonato do Porto

O Campeonato Regional do Porto foi uma competição distrital que foi disputada por clubes da região distrital do Porto entre as épocas de 1913/14 a 1946/47.
O primeiro passo para a realização do campeonato distrital foi dado no dia 3 de Outubro de 1913 quando o Futebol Clube do Porto e o Leixões Sport Club fundaram a Associação de Futebol do Porto.
Na primeira edição da prova apenas houve três clubes a participar, o F.C. Porto, o Leixões S.C. e o Boavista F.C. que foi o vencedor.
Com o decorrer da prova, durante os anos seguintes, foram vários os clubes que participaram na competição, com a curiosidade de na temporada de 1921/22 a Associação Académica de Coimbra ter também participado no campeonato como clube convidado.
Nas 34 edições da prova o F.C. Porto venceu por 30 vezes, o Boavista F.C. venceu por uma vez (1913/14), o S.C. Salgueiros também venceu por uma ocasião (1917/18), o Leixões S.C. conquistou igualmente um campeonato (1939/40) e o Académico F.C. ganhou de igual forma por uma vez (1941/42).
Foram 13 os clubes que ao longo da competição marcaram presença: F.C. Porto, Leixões S.C., Boavista F.C., Académico F.C., S.C. Espinho, Sport Progresso, Vilanovense F.C., C.D. Candal, Leça F.C., S.C. Coimbrões, Ramaldense F.C. e A. Académica Coimbra.
Ao longo da prova foram várias as vitórias dos Dragões com destaque para o triunfo sobre o S.C. Coimbrões por 19-1 no dia 22 de Janeiro de 1933 no Campo da Constituição, ou a vitória sobre o S.C. Salgueiros por 18-0 conseguida também no Campo da Constituição a 15 de Setembro de 1946.