26 de janeiro de 2015

Eduardo Vital

Eduardo Martins Vital nasceu no dia 14 de Dezembro de 1924 em Lisboa.
Começou por jogar futebol no Onze Unidos do Montijo até que em 1946/47 transferiu-se para o Atlético C.P. No clube da Alcântara Vital desde cedo foi um jogador em destaque principalmente pelos muitos golos que marcava, é ainda Vital que detém o recorde de jogador com mais golos marcados num só jogo com a camisola do Atlético C.P. quando marcou 6 golos na vitória dos alcantarenses sobre o Olhanense por 10-4.
Em 1948/49 transferiu-se para o Futebol Clube do Porto. Uma transferência que gerou muita polémica na altura e que originou um corte de relações entre os dois clubes.
A sua estreia com a camisola dos Dragões aconteceu no dia 7 de Novembro de 1948 no Campo José Santos Pinto, na Covilhã, onde os portistas venceram o S.C. Covilhã por 2-1, numa partida a contar para a 8ª jornada do Campeonato Nacional da época de 1948/49.
Vital vestiu a camisola dos Dragões durante quatro temporadas. Actuou em 58 partidas e apontou 36 golos. Esteve ainda presente em algumas vitórias importantes, tanto em jogos oficiais como em partidas particulares, como aconteceu em Abril de 1949 quando os austríacos do F.K. Áustria Wien foram derrotados no Campo da constituição por 3-0, ou no dia 8 de Dezembro de 1949 em que o F.C. Porto venceu o R.C. Deportivo Coruña por 3-1 no Estádio do Lima.
Vital marcou também presença na Inauguração do Estádio das Antas e foi ele o autor dos dois golos dos portistas no primeiro jogo realizado no novo estádio.

19 de janeiro de 2015

Albano Sarmento

Albano Maria Bastos Rodrigues Sarmento nasceu no dia 2 de Agosto de 1935 em Cedofeita na cidade do Porto.
Fez toda a formação nas escolas do Futebol Clube do Porto e foi já nos juniores que junto com o seu irmão Ângelo, que se sagrou Campeão Nacional da temporada de 1952/53, o que foi o primeiro título da categoria ganho pelo F.C. Porto.
Em 1955/56 integrou o plantel principal dos portistas, tendo participado em 2 partidas, todas a contar para a Taça de Portugal, troféu que conquistou nessa época.
A sua estreia aconteceu no dia 2 de Maio de 1956 no Estádio das Antas onde os portistas receberam e venceram o Portimonense S.C. por 13-1, numa partida a contar para a 1ª eliminatória da Taça de Portugal de 1955/56.
Esteve cinco temporadas ao serviço dos Dragões, onde disputou 28 partidas e marcou 4 golos.
Conquistou a Taça de Portugal de 1957/58 ao vencer o S.L. Benfica por 1-0 na Final, numa partida em que alinhou ao lado do seu irmão Ângelo. Em 1958/59 sagrou-se Campeão Nacional. Ganhou ainda a Taça Associação de Futebol do Porto em 1956/57, 1957/58 e 1960/61.
Faleceu em Novembro de 2000.

Palmarés
1 Campeonato Nacional 1ª Divisão (Portugal)
2 Taças de Portugal
3 Taças Associação de Futebol do Porto

12 de janeiro de 2015

Peter Janson

Peter Janson, de nacionalidade inglesa, foi um dos guarda-redes do Futebol Clube do Porto durante o início da década de 1910.
Chegou ao F.C. Porto em 1912, vindo do Oporto Clicket Club tal como outros jogadores ingleses.
Peter Janson terá sido o guarda-redes titular na equipa que venceu o Real Fortuna de Vigo, no Campo da Constituição em Março de 1912. Um jogo que ficou para a história por ter sido a primeira vitória do F.C. Porto (e de um clube português) contra uma equipa estrangeira. Foi também Peter Janson o titular da baliza portista quando no dia 6 de Outubro de 1912 os Dragões venceram pela primeira vez em Lisboa ao derrotarem por 3-2 o Club Internacional de Foot-Ball. Foi ainda o guardião inglês que esteve na baliza no Torneio de Inauguração do Campo da Constituição no início de 1913.
Em 1913/14 deixou o F.C. Porto para dar lugar a Manuel Valença e Aires Pereira.

5 de janeiro de 2015

Rui Correia

Rui Manuel da Silva Correia nasceu no dia 22 de Outubro de 1967 em São João da Madeira.
Depois de passar pelos escalões de formação do A.D. Sanjoanense, Rui Correia ingressou nos Juniores do Sporting C.P. em 1984.
Em 1986/87 integrou o plantel principal do clube leonino tendo-se mantido em Alvalade durante duas temporadas. Em 1988/89 transferiu-se para o V. Setubal onde disputou apenas um jogo nas três épocas em que representou os sadinos. Na temporada de 1991/92 ingressou no G.D. Chaves, para na época seguinte rumar ao S.C. Braga. No clube da cidade dos arcebispos, Rui Correia tornou-se um dos melhores guarda-redes nacionais e isso valeu-lhe a chamada à Selecção Nacional que participou no Campeonato da Europa de 1996 em Inglaterra.
Em 1997/98 transferiu-se para o Futebol Clube do Porto.
Ao serviço dos Dragões, Rui Correia esteve quatro temporadas, tendo disputado 53 partidas. Conquistou por duas vezes o Campeonato Nacional, ganhou três vezes a Taça de Portugal e conquistou a Supertaça Cândido de Oliveira de 1998, precisamente contra o seu anterior clube.
Em 2001/02 ingressou no S.C. Salgueiros. Na temporada seguinte rumou ao C.D. Feirense onde esteve durante três épocas. Em 2005/06 vestiu a camisola do A.D. Ovarense e em 2006/07 transferiu-se para o G.D. Estoril Praia onde terminou a sua carreira de futebolista no final dessa época.
Em 2007/08 deu inicio à carreira de treinador de guarda-redes no Portimonense S.C. Passou depois pelo S.C. Olhanense, Académica de Coimbra, S.C. Braga, V.S.I. Rio Maior e em 2013/14 treinou os guarda-redes do clube grego do OFI.

Palmarés
2 Campeonatos Nacionais 1ª Divisão (Portugal)
3 Taças de Portugal
1 Supertaça Cândido de Oliveira