20 de dezembro de 2009

Jorge Andrade


Jorge Manuel Almeida Gomes de Andrade nasceu no dia 9 de Abril de 1978 em Lisboa.
Começou nas camadas jovens do C.F. Estrela da Amadora para na temporada de 1997/98 dar o salto para o plantel principal dos tricolores. Durante as três épocas em que vestiu a camisola dos estrelistas foi ganhando notoriedade e começou a despertar a cobiça dos grandes do futebol.
Em 2000/01 chegou ao Futebol Clube do Porto onde conquistou nessa temporada a Taça de Portugal com uma vitória sobre o C.S. Marítimo na final do Jamor por 2-0.
A época seguinte começou com a conquista da Supertaça Cândido de Oliviera e Jorge Andrade esteve directamente ligado à vitória já que foi ele o autor do único golo da partida com que o F.C. Porto derrotou o Boavista F.C.
No verão de 2002 foi transferido para o R.C. Deportiva Coruña. No clube galego, Jorge Andrade esteve durante cinco temporadas onde venceu uma Supertaça de Espanha.
No dia 21 de Abril de 2004, regressou ao Porto para defrontar o seu antigo clube no primeiro jogo das meias-finais da Liga dos Campeões. No entanto não foi feliz já que acabou por ser expulso.
Em 2006 sofreu uma grave lesão que o impediu de estar presente no Campeonato do Mundo de Futebol na Alemanha. Jorge Andrade já tinha marcado presença no Mundial da Coreia/Japão de 2002 e também no Campeonato da Europa de 2004.
Na temporada de 2007/08 rumou a Itália para representar a Juventus F.C. Em Setembro de 2007 sofreu nova lesão grave no mesmo joelho esquerdo que o obrigou a uma paragem prolongada. Em Abril de 2009 o clube italiano anunciou a rescisão do contrato com o jogador.
Em Julho de 2009 o defesa central esteve a treinar à experiência no Málaga C.F. mas acabou por não convencer os responsáveis do clube espanhol que agradeceram o profissionalismo, esforço e a dedicação do jogador português.
No dia 25 de Julho de 2014 voltou a pisar o relvado do Estádio do Dragão e a vestir a camisola do Futebol Clube do Porto para o jogo de homenagem e despedida de Deco.

Palmarés
1 Taça de Portugal
1 Supertaça Cândido de Oliveira
1 Supertaça de Espanha

2 comentários:

dragao vila pouca disse...

Muito bom jogador e muito boa pessoa. Foi pena que tenha saído do F.C.Porto na altura que o nosso clube mais brilhou e ter ido para o Corunha que não é um grande clube europeu. Depois foram as lesões que acabaram com uma carreira que estava longe do fim.

Um abraço

Anónimo disse...

Este passou ao lado de uma grande carreira. Tinha tudo para ser dos melhores do mundo, ainda foi parar à Juventus, mas aquelas lesões não deixaram fazer mais.

RS