16 de junho de 2014

Pepe

Képler Laveran Lima Ferreira (Pepe), nasceu no dia 26 de Fevereiro de 1982 em Maceió, capital do estado de Alagoas; Brasil.
Começou a jogar futebol na formação do clube da sua terra o Sport Club Corinthians Alagoano.
Em 2001/02, quando era ainda júnior, viajou para Portugal para ingressar no S.C. Marítimo. No clube da Madeira ainda jogou na Equipa B para então depois dar o salto para a formação principal, onde jogou até ao final da época de 2003/04.
Em 2004/05 chegou ao Futebol Clube do Porto. Apesar de ter sentido algumas dificuldades no inicio, começou a ser um dos pilares da equipa portista e acabou por se assumir como o lide da defesa da equipa treinada pelo holandês Co Adriaanse . Com a camisola dos Dragões jogou durante três temporadas tendo conquistado por duas vezes o Campeonato Nacional, uma vez a Taça de Portugal e também duas Supertaças Cândido de Oliveira e ainda a Taça Intercontinental em Dezembro de 2004. No final de 2006/07 foi contratado pelo Real Madrid C.F. que desembolsou cerca de 30 milhões de euros pelo seu passe.
No clube espanhol desde a temporada de 2007/08, Pepe conquistou três campeonatos espanhóis, duas Taças de Espanha, duas Supertaças de Espanha, ainda a  Liga dos Campeões em 2014, 2016 e 2017, a Supertaça Europeia em 2014 e em 2016 e venceu o Mundial de Clubes em 2014 e 2016.
Em 2017/18 ingressa nos turcos do Besiktas J.K.
Pepe é também internacional por Portugal. Depois de se ter naturalizado português em 2007 já esteve presente ao serviço da Selecção Nacional nos Campeonatos do Mundo de 2010 e 2014 e também nos Campeonatos da Europa de 2008, 2012 e 2016, tendo ajudado a conquistar o troféu europeu disputado em França

Palmarés
1 Campeonato da Europa Selecções 
2 Mundial de Clubes
3 Liga dos Campeões
2 Supertaça Europeia
2 Campeonatos Nacionais da 1ª Divisão (Portugal)
1 Taça de Portugal
2 Supertaças Cândido de Oliveira
3 Campeonatos de Espanha
2 Taças de Espanha
2 Supertaças de Espanha

1 comentário:

Armando Pinto disse...

Pepe foi um futebolista que deu gosto ver evoluir no F C Porto, onde se afirmou. Ele que só em Portugal e no F C Porto ficou conhecido. Após um início tremido, perante algumas entregas de bolas mal executadas, por distrações e sobretudo, com maus resultados, como no caso de uma entrega ao adversário de que resultou um golo que provocou uma derrotada diante do Sporting, por exemplo. Mas depois começou a engrenar e arregaçando as mangas, passou a ser um esteio na defesa. A pontos de depressa ter atingido o estrelato e cativado a atenção do colosso Real Madrid, no qual tem sido figura importante. Tendo ainda chegado a internacional na seleção portuguesa, apesar de estrangeiro, por burocracia de reconhecimento da dupla nacionalidade. De lamentar, depois que se transferiu para Espanha, o facto de se ter tornado demasiado quezilento. A expulsão que teve agora no Mundial do Brasil, com claro prejuízo para a equipa da Federação Portuguesa, já faz parte dos compêndios que irão historiar a prova.