4 de março de 2013

Aly Cissokho

Aly Cissokho nasceu no dia 15 de Setembro de 1987 em Blois; França.
Com sete anos entrou para as escolas de formação do A.M.J. Blois. Aos onze anos mudou-se para o outro clube da sua terra, o Blois Football 41, clube que representou até 2003. Seguiu-se o Saint-Jean-de-la-Ruelle e na temporada de 2004/05 integrou a equipa do F.C. Gueugnonnais e foi no clube da cidade de Gueugnon que Cissokho se estreou como profissional na época de 2006/07, tendo representado o clube francês até ao final da temporada de 2007/08.
Em Julho de 2008 chegou a Portugal por indicação do treinador Daúto Faquirá para representar o V. Setúbal, no entanto não ficou durante muito tempo na cidade do Sado.
Em Janeiro de 2009 transferiu-se para o Futebol Clube do Porto, com os portistas a pagarem 300 mil euros aos sadinos.
A sua estreia com a camisola dos Dragões aconteceu no dia 24 de Janeiro de 2009 no Estádio Municipal de Braga onde os portistas visitaram e venceram o S.C. Braga por 2-0, numa partida a contar para a 15ª jornada do Campeonato Nacional de 2008/09.
Cissokho depressa passou a ser um dos titulares indiscutíveis na equipa portista e aliciado pelos principais emblemas europeus e dessa forma deixou os azuis e brancos ao final de apenas meio ano de azul e branco.
Nos Dragões disputou 20 jogos (15 para o campeonato, 4 na Liga dos Campeões e 1 na Taça da Liga). Sagrou-se Campeão Nacional e conquistou a Taça de Portugal.
Os italianos do A.C. Milan avançaram para o contratar, a troco de 15 milhões de euros. Cissokho acabou por não rumar a Itália devido a complicações nos exames médicos. Foi então que surgiram os franceses do Olympique Lyon prontos a pagarem também os 15 milhões de euros para levarem de novo Cissokho para o seu país natal. O Futebol Clube do Porto perdia um dos seus titulares mas obtinha um retorno enorme, isto em apenas seis meses que o jogador vestiu a camisola azul e branca. Cissokho representou o Olympique Lyon durante três temporadas, tendo conquistado 1 Taça de França e 1 Supertaça francesa. Em 2012/13 rumou a Espanha para representar o Valência C.F., na temporada seguinte rumou a Inglaterra para representar o Liverpool F.C., onde esteve duas épocas. Em 2014/15 transferiu-se para o Aston Villa F.C.
No inicio da temporada de 2015/16 regressou a Portugal e ao F.C. Porto por empréstimo do clube ingles. Acabou por disputar apenas três partidas e regressou a Inglaterra em Dezembro até ser de novo emprestado, em 2016/17, aos gregos do P.A.E. Olympiacos, tendo ajudado a conquistar o Campeonato da Grécia. Em 2017/18 foi contratado pelos turcos do Malatya S.K.
Cissokho também representou a Selecção de França por 1 vez.

Palmarés
1 Campeonato Nacional 1ª Divisão (Portugal)
1 Campeonato da Grécia
1 Taça de Portugal
1 Taça de França
1 Supertaça de França

3 comentários:

Julio Santos disse...

Este foi um daqueles jogadores surpresa que passou pelo Porto, e, diga-se, um dos melhores negócios que já vi no mundo do futebol !! Acho que nem o porto podia apostar neste desfecho ;) Grande jogador!

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...


« Os italianos do AC Milan avançaram para o contratar, a troco de 15 milhões de euros. Cissokho acabou por não rumar a Itália devido a complicações nos exames médicos »

caro Paulo,
"isso" foi o que os italianos alegaram; a verdade é que não houve "ar" suficiente para se chegarem à frente com o valor pretendido pelo nosso clube do coração.

no fundamental:
também penso que foi um dos melhores negócios de transferências de jogadores a nível mundial

abr@ço
Miguel | Tomo II

dragao vila pouca disse...

Cissokho, concordo, foi fulgurante, chegou, viu, venceu e deu ao F.C.Porto a possibilidade de fazer o melhor negócio da sua história.
Era bom, mas chegaram outros tão bons ou melhores, Palito, Alex Sandro...

Abraço