14 de fevereiro de 2010

Ademir


Ademir Vieira nasceu no dia 21 de Outubro de 1951 em São Paulo; Brasil.
Estreou-se a nível profissional no Esporte Clube Santo André, até que foi contratado pelo S.C. Olhanense no início da época de 1972/73.
Em 1975/76 chegou ao Futebol Clube do Porto onde jogou durante três temporadas tendo vencido a Taça de Portugal de 1976/77 e sagrou-se Campeão Nacional em 1977/78. Foi ele o autor do golo que fez as bancadas do Estádio das Antas explodirem de alegria quando apontou o golo que empatou o jogo aos 83 minutos contra o S.L. Benfica na penúltima jornada do campeonato e que valeu o título.
Na temporada de 1978/79 esteve com um pé no Boavista F.C. mas acabou por viajar para Espanha onde representou o R.C. Celta de Vigo durante cinco épocas.
Em 1983/84 regressou a Portugal e ao S.C. Olhanense. Depois ainda passou pelo Louletano D.C. e terminou a carreira no Imortal D.C. em 1987.

Palmarés
1 Campeonato Nacional da 1ª Divisão (Portugal)
1 Taça de Portugal

3 comentários:

dragao vila pouca disse...

O Homem que pôs fim a 19 anos de travessia de deserto ao marcar o golo do empate, 1-1 frente ao Benfica e que permitiu ao F.C.Porto continuar à frente do campeonato e duas jornadas depois sagrar-se campeão.

Esteve 3 anos no F.C.POrto, mas só se impôs no último ano de contrato. Depois, a meio da época, foi contratado pelo Boavista - onde nunca chegou a jogar -, que logo o transferiu para o Celta de Vigo.

Um abraço

Silvestre disse...

Lembro-me do desse dia, daquele golo, do sofrimento e depois da festa. Desde esse dia o FCP nunca mais parou de ganhar, ganhar e ganhar outra vez.

Anónimo disse...

PJ faz buscas em escritórios do F.C. Porto
14h
Nuno Miguel Maia

A Polícia Judiciária está neste momento a efectuar uma busca aos escritórios da SAD do F.C. Porto, no estádio do Dragão.

Inspectores ligados ao sector do crime económico da Judiciária de Lisboa estão desde a manhã cedo de hoje, quarta-feira, nas instalações do clube portista e mantém-se em operação de busca e apreensão de documentos e elementos informáticos.

Em causa estará um processo em que se investiga suspeita de crimes de fraude fiscal e branqueamento de capitais relacionados com transferências de jogadores.

Os factos averiguados terão partido da denúncia de Carolina Salgado, ex-namorada de Pinto da Costa, tendo os factos vindo a ser investigados pela equipa especial do ministério público coordenada pela procuradora Maria José Morgado.
----

A perseguição continua ???!!!

E além disso é optimo para "desviar atenções" e "desestabilizar" o FCP ???!!!