12 de agosto de 2013

Sapunaru

Cristian Sapunaru nasceu no dia 5 de Abril de 1984 em Bucareste, Roménia.
Começou a sua aventura de futebolista nos escalões de formação do F.C. Progresul Bucuresti no ano de 1990, para na temporada de 2002/03 ter a sua estreia como sénior no plantel principal do clube romeno.
Em 2003/04 representou o F.C. Callatis Mangalia mas na temporada seguinte regressou ao seu anterior clube onde jogou durante mais duas épocas.
Em 2006/07 transferiu-se para o F.C. Rapid Bucuresti.
Foi durante as duas temporadas que passou no clube da capital romena que Sapunaru conquistou os seus primeiros troféus, com a Taça da Roménia na primeira época e a Supertaça em 2007/08. Foi também nesse período que as suas exibições lhe valeram várias chamadas à Selecção da Roménia e também despertaram o interesse de vários clubes um pouco por toda a Europa.
Em 2008/09 ingressou no Futebol Clube do Porto.
Sapunaru vestiu a camisola dos Dragões durante quatro temporadas (interrompidas por 6 meses, entre Janeiro e Junho de 2009, quando foi injustamente castigado pela Liga de Clubes, tendo sido emprestado nesse período ao F.C. Rapid Bucuresti).
Nas quatro épocas em que representou o F.C. Porto, Sapunaru sagrou-se Campeão Nacional por três vezes, conquistou a Taça de Portugal também por três ocasiões, venceu três Supertaças Cândido de Oliveira e conquistou a Liga Europa.
No início da temporada de 2012/13, rumou a Espanha para ingressar no Real Zaragoza. Em 2013/14 transferiu-se para o Elche C.F., na época seguinte voltou à Romenia e ao F.C. Rapid Bucuresti. Em 2015/16 transferiu-se para o C.S. Pandurii e em 2016/17 ingressou no F.C. Astra Giurgiu.
Apesar de já não estar ligado aos Dragões e mesmo sendo um jogador estrangeiro, Sapunaro conquistou a estima dos adeptos portistas e não esqueceu o clube que tantos títulos lhe proporcionou.

Palmarés
1 Liga Europa
3 Campeonatos Nacionais 1ª Divisão (Portugal)
3 Taças de Portugal
3 Supertaças Cândido de Oliveira
1 Taça da Roménia
1 Supertaça da Roménia

2 comentários:

Edu disse...

Sem ser um lateral de eleição, era um lateral cumpridor e raçudo.

Não é portista desde pequenino, mas parecia. Era dos mais ferrenhos e demonstrava-o em campo. Nos festejos era sempre o mais efusivo.

Não é português, mas parecia.
Fala português perfeitamente (Um dos "pormaiores" do clube, os jogadores terem de aprender a língua). Quando o ouvi falar aos repórteres até fiquei impressionado.

Um jogador que demonstrou muito amor ao Futebol Clube do Porto, e por isso é também amado pelos adeptos.

Armando Pinto disse...

Jogador que ficou adepto e com adeptos entre nós. Ainda no F C Porto-Benfica do célebre golo de Kelvin - aos 92 minutos - o Sapu veio propositadamente ao Porto assistir a tal encontro importante. Ficando sempre presente o seu entusiasmo e afeição, por quanto lutava e se entregava na luta pela nossa camisola. É um dos nossos históricos, já!