9 de janeiro de 2011

Flávio

Flávio Almeida da Fonseca nasceu no dia 9 de Setembro de 1944 em Porto Alegre; Brasil.
Ainda criança, começou por jogar futebol num pequeno clube do seu bairro, até que em 1959 conseguiu entrar para a formação do S.C. Internacional. Com apenas 17 anos estreou-se na equipa principal do clube de Porto Alegre tendo-se sagrado campeão gaúcho.
Em 1965 rumou ao S.C. Corinthians. Representou o clube de São Paulo durante cinco anos, onde o ponto mais alto aconteceu em 1967 quando foi o melhor marcador do campeonato estadual com 21 golos, tendo assim batido o recorde de Pele.
Em 1969, Flávio transferiu-se para o Fluminense F.C. e sagrou-se campeão carioca nesse mesmo ano. Ainda venceu o Torneio Roberto Gomes Pedrosa em 1970 e voltou a conquistar o campeonato carioca de 1971. Nesses três anos ao serviço do Fluminense F.C., Flávio marcou 92 golos em 115 partidas.
Na temporada de 1971/72 foi contratado pelo Futebol Clube do Porto. A direcção presidida por Afonso Pinto de Magalhães desembolsou 2.375 contos, uma fortuna na época, e foram muitos os adeptos portistas que receberam com euforia o jogador na sua chegada ao aeroporto.
Com a camisola do F.C. Porto, Flávio não conquistou nenhum troféu. Nas quatro temporadas que representou os Dragões, formou com Abel a dupla atacante que ainda hoje é recordada por muitos adeptos. Nesse período, Flávio foi por duas vezes o melhor marcador da equipa (1971/72 e 1972/73), e marcou mais de 70 golos.
Em 1975 voltou ao Brasil e ao S.C. Internacional ainda a tempo de voltar a ser campeão gaúcho, campeão brasileiro e melhor marcador do campeonato brasileiro.
Em 1977 ingressou no S.C. Pelotas, onde foi o melhor marcador do campeonato gaúcho. Ainda em 1977 mudou-se para o Santos F.C. seguiu-se depois o Figueirense F.C., Brasília F.C. e o Clube Jorge Wilstermann da Bolívia.
Segundo a edição especial “Os Grandes Artilheiros” da revista brasileira “Placar”, Flávio é o 8º maior goleador do mundo com 1.070 golos marcados.

Palmarés
3 Campeonatos Gaúchos
2 Campeonatos Cariocas
1 Campeonato Brasileiro
1 Torneio Roberto Gomes Pedrosa

4 comentários:

Anónimo disse...

O penúltimo grande ponta de lança clássico (o último seria Jardel) ao serviço do FC Porto, nos últimos... 60 anos:

- Araújo
- Correia Dias
- Monteiro da Costa
- Jaburú
- Teixeira
- Humaitá
- Daucik
- Azumir
- Artur Jorge
- Valdir
- Naftal
- Amauri
- Manuel António
- Djalma
- Flávio
- Gomes
- Rui Águas
- Domingos
- Artur
- Jardel
- Mackartey
- Derlei
- Falcao

..........

Anónimo disse...

............


- Abel
- Lemos
- Kostadinov
- Adriano

dragao vila pouca disse...

Excelente ponta-de-lança, magnífico cabeceador. Jogador fino, elegante, malandreco, no bom sentido. Pena jogar num tempo em que não tinhamos o poder que temos agora...

Um abraço

Armando Pinto disse...

Um avançado que na época trazia grandes credenciais e criou muitas expectativas, como se viu na recepção que lhe foi prestada. Era realmente bom, mas, apesar de ter tido a boa companhia de um outro bom avançado, o Abel, com quem formou uma dupla de respeito, teve contra, como se sabe, o factor do regime, pois nesse tempo a equipa portista não era inferior aos adversários directos, mas reinava o "costume" ainda...