27 de maio de 2013

Folha

António José dos Santos Folha, nasceu no dia 21 de Maio de 1971 em Vila Nova de Gaia.
O S.C. Canidelo foi o primeiro clube que representou, no ano de 1981 quando contava com apenas dez anos.
Em 1982, ingressou no Futebol Clube do Porto, onde fez todas as etapas dos escalões de formação.
Na temporada de 1989/90 subiu a sénior e foi emprestado ao Gil Vicente F.C., tendo jogado no clube da cidade de Barcelos durante duas épocas.
Em 1991/92, regressou ao F.C. Porto para se estrear com a camisola azul e branca como sénior. Nessa temporada, onde participou em 9 partidas, venceu a Supertaça Cândido de Oliveira e sagrou-se Campeão Nacional.
Na temporada seguinte foi de novo emprestado, o clube escolhido foi o S.C. Braga.
Em 1993/94, voltou às Antas e desta vez pra ficar no plantel portista durante sete temporadas e meia. No final desses sete anos, o balanço foi extremamente positivo, já que conquistou por cinco vezes o Campeonato Nacional, com a particularidade de ter sido um dos seis jogadores a vencerem esses campeonatos consecutivos. Venceu também por duas vezes a Taça de Portugal e três Supertaças Cândido de oliveira.
Em Janeiro de 2001 rumou à Bélgica para representar o Royal Standard de Liège. Na época de 2002/03 transferiu-se para os gregos do AEK e em 2003/04 regressou a Portugal para jogar pelo F.C. Penafiel, onde terminou a sua carreira no final da temporada de 2004/05.
Em 2005/06 continuou ligado ao clube da cidade dos “albardeiros”, mas como treinador-adjunto, cargo que ocupou ainda na temporada seguinte.
O seu profissionalismo mostrado quando esteve ao serviço do F.C. Porto enquanto jogador, valeu-lhe o convite para integrar a equipa técnica da formação dos Dragões que só foi interrompido na temporada de 2010/11 quando desempenhou igual cargo no Padroense F.C., tendo regressado ao F.C. Porto na temporada seguinte.

Palmarés
6 Campeonatos Nacionais da 1ª Divisão (Portugal)
2 Taças de Portugal
4 Supertaças Cândido de Oliveira

3 comentários:

dragao vila pouca disse...

Digamos que o António Folha era um jogador que cumpria. Não era um grande craque, nem um perna de pau. Foi importante na altura do penta.

Parabéns pelo destaque na Revista do Jogo de ontem.

Abraço

Armando Pinto disse...

Não cheguei a ver essa revista, ou não reparei bem, que o Vila Pouca refere, mas presumo que seja a J, d' O Jogo. Digo isto porque nem sempre (todos os domingos) a posso a ver, obviamente. Mas se for outra, é igual para o que vou referir: Para que todos saibam, dos que gostam de visitar estes locais, deveria fazer um post sobre essa referência. Parabéns!

Paulo Moreira disse...

Sim foi na revista J. Eu também nem todos os domingos vejo a revista e tanto desta vez como da outra em que também fizeram referencia ao blog, só soube no dia seguinte quando comentaram isso aqui no blog.