9 de setembro de 2013

Barbosa

António Fernando Barbosa da Silva, nasceu no dia 3 de Novembro de 1931.
Depois de ter passado pelo Boavista F.C., Barbosa ingressou no Futebol Clube do Porto no início da temporada de 1956/57.
Foi um dos integrantes do plantel portista na estreia dos Dragões nas provas europeias, quando no dia 20 de Setembro de 1956 o Estádio das Antas recebeu a visita dos espanhóis do Athletic Club Bilbao, partida que os bascos venceram por 2-1.
Na temporada seguinte, Barbosa ajudou a conquistar a Taça de Portugal, com uma vitória sobre o S.L. Benfica por 1-0 na final no estádio do Jamor no dia 15 de Junho de 1958.
Na época de 1958/59 o F.C. Porto venceu o Campeonato Nacional (apesar de um árbitro com o nome de Inocêncio Calabote, tudo fazer para entregar o Título a outro clube), dessa forma, Barbosa sagrou-se Campeão Nacional.
Ainda jogou no F.C. Porto mais três temporadas, tendo conquistado por cinco vezes a Taça Associação de Futebol do Porto.
Deixou as Antas no final da época de 1961/62.

Palmarés:
1 Campeonato Nacional 1ª Divisão (Portugal)
1 Taça de Portugal
5 Taças Associação de Futebol do Porto

4 comentários:

Anónimo disse...

Juntamente com CARLOS DUARTE é dos sobreviventes vivos da célebre equipa que conquistou o titulo de 1959 (o do "Calabote").

Reside na Rua Ramalde do Meio, no Porto.

Faria o seu último jogo oficial pelo Clube no dia 25.03.1962 frente ao benfica (2-2 nas Antas para a Taça de Portugal).

É verdade que fez parte da célebre equipa (a única) que venceu uma final da Taça ao Benfica (1-0, em 1958, golo de HERNANI) cujo treinador foi Otto Bumbel, e não Iustrich, a quem sucederia ainda em plena época de 1957/58.

No final da carreira foi durante vários anos motorista privativo do banqueiro Afonso Pinto de Magalhães que viria a ser presidente do Clube.

Sucederia na posição aos miticos Angelo Carvalho e Osvaldo Cambalacho, sucedendo-se-lhe Mesquita, Joaquim Jorge e Atraca.

Que saudades... todos portugueses.

Paulo Moreira disse...

Já foram efectuadas as correcções.

Realmente o treinador da final foi o Otto Bumbel, tal como aqui esta mencionado http://estrelas-do-fcp.blogspot.pt/2011/01/otto-bumbel.html

Armando Pinto disse...

Um futebolista que ainda "apanhei" nos cromos que comecei a colecionar logo que entrei para a escola primária... e com cujas feições comecei a simpatizar, por, na minha tenra idade mas já apreciador do que fosse interesse Portista , por julgar perceber que com aquela cara séria estava sempre atento às jogadas e jogava, como dizíamos, com garra... em defesa do F C Porto.
Barbosa que fez parte da equipa que venceu o Sporting em Alvalade por 1-0, com golo de Azumir, naquele jogo em que Américo com grande exibição agarrou o lugar de guarda-redes principal e foi o jogo que me ficou na memória de inícios do meu Portismo. Fiquei sempre a admirar esse futebolista elegante com a camisola das duas listas azuis do F C Porto, apesar de nunca o ter chegado a ver jogar pessoalmente, por ter abandonado o futebol por esses tempos, entretanto.

dragao vila pouca disse...

Não sou do tempo dele enquanto jogador, era um bebé quando chegou ao F.C.Porto, mas conheci-o quando joguei no Ginásio da Ponte, clube que tinha a sede perto de onde ele morava.

Abraço