5 de janeiro de 2015

Rui Correia

Rui Manuel da Silva Correia nasceu no dia 22 de Outubro de 1967 em São João da Madeira.
Depois de passar pelos escalões de formação do A.D. Sanjoanense, Rui Correia ingressou nos Juniores do Sporting C.P. em 1984.
Em 1986/87 integrou o plantel principal do clube leonino tendo-se mantido em Alvalade durante duas temporadas. Em 1988/89 transferiu-se para o V. Setubal onde disputou apenas um jogo nas três épocas em que representou os sadinos. Na temporada de 1991/92 ingressou no G.D. Chaves, para na época seguinte rumar ao S.C. Braga. No clube da cidade dos arcebispos, Rui Correia tornou-se um dos melhores guarda-redes nacionais e isso valeu-lhe a chamada à Selecção Nacional que participou no Campeonato da Europa de 1996 em Inglaterra.
Em 1997/98 transferiu-se para o Futebol Clube do Porto.
Ao serviço dos Dragões, Rui Correia esteve quatro temporadas, tendo disputado 53 partidas. Conquistou por duas vezes o Campeonato Nacional, ganhou três vezes a Taça de Portugal e conquistou a Supertaça Cândido de Oliveira de 1998, precisamente contra o seu anterior clube.
Em 2001/02 ingressou no S.C. Salgueiros. Na temporada seguinte rumou ao C.D. Feirense onde esteve durante três épocas. Em 2005/06 vestiu a camisola do A.D. Ovarense e em 2006/07 transferiu-se para o G.D. Estoril Praia onde terminou a sua carreira de futebolista no final dessa época.
Em 2007/08 deu inicio à carreira de treinador de guarda-redes no Portimonense S.C. Passou depois pelo S.C. Olhanense, Académica de Coimbra, S.C. Braga, V.S.I. Rio Maior e em 2013/14 treinou os guarda-redes do clube grego do OFI.

Palmarés
2 Campeonatos Nacionais 1ª Divisão (Portugal)
3 Taças de Portugal
1 Supertaça Cândido de Oliveira

2 comentários:

dragao vila pouca disse...

Nunca fez esquecer Vítor Baía, mas deu bons contributos para o sucesso quando representou o F.C.Porto.

Abraço

Pinto Felgueiras disse...

Guarda-redes que parecia não ser muito seguro, quando esteve noutros clubes que passavam por fases baixas e não tinham defesas muito certos, Rui Correia transformou-se quando passou a defender a baliza do F C Porto. Contudo, como Baía era uma referência que por esse tempo ninguém conseguiu apagar, este Rui fica mais valorizado por se mostrar defensor do F C Porto também na equipa "Vintage" de pavilhão, que ainda recentemente venceu a prova ibérica da categoria.

Armando Pinto
Memória Portista