27 de abril de 2015

Bandeirinha

Fernando Óscar Bandeirinha Barbosa nasceu no dia 26 de Novembro de 1962 na cidade do Porto.
Depois de passar pelos escalões de formação do Futebol Clube do Porto, integrou o plantel principal dos Dragões na temporada de 1981/82, tendo disputado apenas uma partida ao jogar os 90 minutos na vitória dos portistas sobre o F.C. Penafiel por 1-0 na 25ª jornada do Campeonato Nacional.
Em 1982/83 e 1983/84 esteve por empréstimo ao serviço do F.C. Paços de Ferreira. Foi depois emprestado ao Varzim S.C. em 1984/85 tendo sido titular nos 22 jogos que disputou. Na época de 1985/86 representou a Académica de Coimbra, ainda por empréstimo e alinhou em 29 partidas e marcou 2 golos.
Em 1986/87 voltou ao plantel principal do F.C. Porto.
Bandeirinha representou o F.C. Porto durante dez temporadas. Participou em 170 partidas e marcou 9 golos. Venceu praticamente tudo o que havia para vencer: ganhou 1 Taça Intercontinental, 1 Taça dos Campeões Europeus, 1 Supertaça Europeia, 6 Campeonatos Nacionais, 3 Taças de Portugal e 5 Supertaças Cândido de Oliveira.
O seu último jogo pelos Dragões foi no dia 5 de Maio de 1996, quando o F.C. Porto visitou o C.F. Estrela da Amadora, tendo empatado 1-1.
Em 1996/97 ingressou no F.C. Felgueiras, tendo terminado a sua carreira no final dessa mesma temporada.
Em 1999/2000 regressou ao F.C. Porto como treinador para comandar a equipa B, na temporada seguinte desempenhou a função de adjunto ainda da formação B, lugar que ocupou até à época de 2005/06. Passou depois para o departamento de Scouting onde foi distinguido pela direcção do F.C. Porto com o Dragão de Ouro para o funcionário do ano de 2012.

Palmarés
1 Taça Intercontinental
1 Taça dos Campeões Europeus
1 Supertaça Europeia
6 Campeonatos Nacionais 1ª Divisão (Portugal)
3 Taças de Portugal
5 Supertaças Cândido de Oliveira

20 de abril de 2015

Douglas Grant

Douglas Grant foi um futebolista britânico que representou o Futebol Clube do Porto nos primeiros anos da existência do clube.
Tal como muitos outros jogadores britânicos, alguns com passagem pelo Oporto Cricket Club, Douglas Grant vestiu a camisola dos Dragões logo após a refundação do clube levado a cabo por José Monteiro da Costa.
Foi um dos jogadores titulares na partida que opôs os portistas e os espanhóis do Real Fortuna de Vigo no dia 15 de Dezembro de 1907 e que ficou na história tanto do F.C. Porto como do futebol português já que foi o primeiro jogo entre um clube nacional e outro estrangeiro.
Douglas Grant também esteve presente no dia 17 de Março de 1912 quando o F.C. Porto alcançou a sua primeira vitória internacional, precisamente contra o Real Fortuna de Vigo por 4-1. Ainda em 1912, esteve na equipa que defrontou pela primeira vez o S.L. Benfica no campo da Rainha no dia 28 de Abril e em Outubro do mesmo ano foi um dos jogadores portistas que alcançaram a primeira vitória em Lisboa ao derrotarem o Club Internacional de Foot-Ball por 3-2.
No início de 1913 marcou presença no Torneio de Inauguração do Campo da Constituição. Pouco tempo depois deixou o F.C. Porto.

13 de abril de 2015

Ambrósio Gama

Ambrósio Gama foi um futebolista brasileiro que actuava a médio e passou pelo Futebol Clube do Porto durante a década de 20 do século passado.
Corria o ano de 1925 quando Ambrósio Gama, imigrante brasileiro que residia à pouco tempo na cidade do Porto, foi ao Campo da Constituição para continuar a sua pratica desportiva e dar uns pontapés na bola, os portistas logo agradados com o que viram logo o convidaram a fazer parte da equipa, tendo o brasileiro aceitado o convite.
A estreia com a camisola dos Dragões aconteceu no dia 7 de Março de 1926, numa partida a contar para a 5ª jornada do Campeonato do Porto em que os portistas mediram forças com o Boavista F.C.
Ambrósio Gama ajudou a conquistar o Campeonato do Porto da temporada de 1925/26. Marcou também presença no jogo particular que os portistas fizeram contra os alemães, campeões da Baviera, do Verein Razenspiele Furth e que o F.C. Porto venceu por 3-2.
No final dessa temporada de 1925/26, Ambrósio Gama regressou ao Brasil onde foi representar o Santos F.C.
Apesar do pouco tempo em que esteve ao serviço do F.C. Porto, Ambrósio Gama entrou para a história do clube por ter sido o primeiro futebolista brasileiro a vestir a camisola azul e branca.

Palmarés
1 Campeonato do Porto

6 de abril de 2015

Heredia

Juan Carlos Heredia Anaya nasceu no dia 1 de Maio de 1952 em Córdoba na Argentina.
Depois de ter passado pelos escalões de formação do C.A. Belgrano, Heredia integrou o plantel principal do clube da sua terra no ano de 1971, mas no ano seguinte transferiu-se para o C.A. Rosario Central, no entanto não ficou muito tempo no clube de Rosario já que foi contratado no verão de 1972 pelo F.C. Barcelona, só que começou por não ser feliz na Catalunha porque a federação espanhola de futebol não deu o aval para que Heredia pudesse jogar, assim ficou a treinar sem jogar até Janeiro de 1973.
Em Janeiro de 1973 voltou a jogar mas no Futebol Clube do Porto.
Os catalães acabaram por o emprestar aos Dragões que eram treinados na época por Fernando Riera, o treinador chileno já conhecia Heredia de quando este jogava na Argentina e ficou muito interessado em o ter na sua equipa quando soube que o avançado argentino estava impedido de jogar em Espanha.
A estreia com a camisola azul e branca aconteceu no dia 11 de Março de 1973 no Estádio Municipal de Guimarães quando os Dragões visitaram os vimaranenses num jogo a contar para a 23ª jornada do Campeonato Nacional de 1972/73 e que terminou com um empate a 1-1 e onde Heredia acabou por ser expulso.
Heredia só esteve meio ano ao serviço dos Dragões, participou em 7 partidas (5 para o Campeonato Nacional e 2 para a Taça de Portugal) e apontou 3 golos (2 para o Campeonato Nacional e 1 para a Taça de Portugal).
Apesar de ter feito poucos jogos, ficou no coração dos adeptos portistas por ser um jogador com garra.
Na temporada seguinte rumou ao Elche C.F., também por empréstimo do F.C. Barcelona, mas em 1974/75 regressou ao clube catalão onde permaneceu até ao final da época de 1979/80 e onde venceu a Taça de Espanha em 1977/78 a Taça dos Vencedores das Taças em 1978/79. No verão de 1980 voltou à Argentina para representar o C.A. River Plate, no clube de Buenos Aires jogou durante dois anos e venceu o Campeonato Metropolitano em 1980 e o Campeonato Nacional em 1981, ano em que colocou um ponto final na sua carreira.

Palmarés
1 Taça dos Vencedores das Taças
1 Campeonato Nacional (Argentina)
1 Campeonato Metropolitano (Argentina)
1 Taça de Espanha