30 de maio de 2016

Beto

António Alberto Bastos Pimparel (Beto), nasceu no dia 1 de Maio de 1982 em Loures.
Começou por jogar futebol nas escolas do U.D. Ponte Frielas, um pequeno clube de Loures. Aos 13 anos foi jogar para o Sporting C.P. onde completou toda a formação tendo subido a sénior na época de 2000/01. Permaneceu no clube leonino até 2003/04 onde alternou entre a equipa principal dos leões e a equipa B, com uma breve passagem em 2002/03 pelo Casa Pia A.C.. Em 2004/05 transferiu-se para o G.D. Chaves e na temporada seguinte ingressou no F.C. Marco. Em 2006/07 transferiu-se para o Leixões S.C. ficando três temporadas no clube de Matosinhos onde se sagrou Campeão Nacional da 2ª Divisão de 2006/07 e onde começou a ser um dos guarda-redes nacionais em destaque, com exibições seguras e de grande nível. Beto passou a ser cobiçado pelos maiores clubes portugueses e não só.
No início da época 2009/10 foi contratado pelo Futebol Clube do Porto.
A sua estreia com a camisola dos Dragões aconteceu no dia 17 de Outubro de 2009 no Estádio do Dragão quando os portistas receberam e venceram o Sertanense F.C. por 3-0, numa partida a contar para a 3ª eliminatória da Taça de Portugal de 2009/10.
Ao serviço do F.C. Porto, Beto esteve durante duas épocas, tendo sido utilizado em 25 partidas oficiais.
Ajudou os Dragões a conquistar por duas vezes a Supertaça Cândido de Oliveira (2009 e 2011), venceu também por duas vezes a Taça de Portugal (2009/10 e 2010/11), sagrou-se Campeão Nacional em 2010/11 e conquistou a Liga Europa em 2010/11.
Em 2011/12 rumou à Roménia para jogar no F.C. Cluj e conquistar o campeonato romeno. Na época seguinte estava de volta a Portugal para vestir a camisola do S.C. Braga mas a meio da época partiu para Espanha onde por empréstimo dos bracarenses Beto ingressou no Sevilha F.C., No clube da Andaluzia, Beto continuou a mostrar ser um dos melhores guarda-redes portugueses e voltou a conquistar a Liga Europa por mais duas vezes (2013/14 e 2014/15). No final da temporada de 2015/16 e depois de 89 partidas disputadas, deixou o Sevilha F.C.. Na época de 2016/17, regressou a Portugal e ao Sporting C.P.. Em 2017/18 viajou para a Turquia para defender a baliza do Goztepe S.K.
Beto representou a Selecção Nacional por 11 vezes. Esteve presente nos Campeonatos do Mundo de 2010 e 2014, no Campeonato da Europa de 2012 e na Taça das Confederações de 2017.

Palmarés
3 Liga Europa
1 Campeonato Nacional 1ª Divisão (Portugal)
1 Campeonato Nacional 2ª Divisão (Portugal)
1 Campeonato da Roménia
2 Taças de Portugal
2 Supertaças Cândido de Oliveira

23 de maio de 2016

Yanko Daucik

Yanko Daucik Ciboch nasceu no dia 22 de Março de 1941 em Praha na antiga Checoslováquia e actual Republica Checa.
Ingressou no Futebol Clube do Porto na época de 1959/60, quando apenas tinha 18 anos. Foi o seu pai, Ferdinand Daucik que o trouxe para a equipa já que era o treinador dos portistas na altura.
A estreia com a camisola dos Dragões aconteceu no dia 15 de Novembro de 1959 no Campo Estrela em Évora quando o F.C. Porto visitou e venceu o Lusitano Ginásio Clube de Évora por 3-0, num jogo a contar para a 8ª jornada do Campeonato Nacional de 1959/60.
Yanko Daucik apenas esteve ao serviço do F.C. Porto na temporada de 1959/60, tendo disputado 16 partidas oficiais (12 para o Campeonato Nacional e 4 para a Taça de Portugal) e apontou 8 golos (6 para o Campeonato Nacional e 2 para a Taça de Portugal).
Ajudou a conquistar a Taça Associação de Futebol do Porto de 1959/60.
Em Maio de 1960 deixou o F.C. Porto, junto com o seu pai, e mudou-se para Espanha, onde viria a jogar praticamente durante toda a sua carreira, tendo-se mesmo naturalizado cidadão espanhol.
Depois de deixar os portistas ingressou no Rayo Vallecano de Madrid ainda durante a temporada de 1959/60. Na temporada seguinte mudou-se para o Real Betis onde esteve durante duas épocas. Em 1962/63 ingressou no Real Madrid C.F. onde se sagrou campeão espanhol em 1962/63 e em 1963/64. Depois jogou mais duas épocas no U.D. Melilla. Em 1966/67 transferiu-se para o R.C. Deportivo Mallorca e na temporada seguinte rumou ao Canadá para jogar no Toronto Falcons. Na época seguinte estava de volta a Espanha e de novo ao Rayo Vallecano de Madrid. Em 1969/70 vestiu a camisola do U.D. Sant Andreu e na temporada seguinte defendeu as cores do R.C. Deportivo Espanyol. Em 1971/72 ingressou no Xerez C.D. onde deu por terminada a sua carreira de futebolista no final dessa mesma temporada.

Palmarés
2 Campeonatos de Espanha
1 Taça Associação de Futebol do Porto

16 de maio de 2016

Eurico Brites

Eurico Brites foi o 10º presidente do Futebol Clube do Porto.
Sucedeu a António Cardoso Pinto Faria, no ano de 1922 e presidiu os portistas até ao início do ano de 1923.
No curto período de tempo em que esteve à frente dos Dragões, Eurico Brites viu os Dragões a vencer o Campeonato de Portugal de 1921/22, o que foi a primeira prova oficial realizada em Portugal a nível nacional, pois já se disputavam os campeonatos regionais, no caso o F.C. Porto disputava o Campeonato do Porto que venceu também em 1921/22.
Foi no mandato de Eurico Brites que em Assembleia-Geral, realizada no dia 26 de Outubro de 1922, foi decidido alterar o emblema do clube que passou a ter as armas da cidade do Porto sobre a bola azul. Um desenho de autoria de Augusto Batista Ferreira (Simplício), futebolista dos Dragões nessa época.

9 de maio de 2016

Cyril Wright

Cyril Carne Glenton Wright nasceu no dia 7 de Março de 1887 em Ramalde no Porto.
Apesar de ter nascido na cidade do Porto, Cyril Wright estudou em Inglaterra na Tonbridge School e depois na Universidade de Cambridge. Foi enquanto estudante universitário que praticou cricket (Cambridge University Cricket Club) e Rugby (Cambridge University R.U.F.C.), ainda praticou futebol.
Em 1910 regressou a Portugal e continuou a pratica do desporto no Oporto Cricket Club.
No ano de 1913 ingressou no Futebol Clube do Porto para defender a baliza dos Dragões, mas foi jogar, por empréstimo, para o Boavista F.C. onde veio a vencer o Campeonato do Porto da época de 1913/14. Na temporada seguinte voltou ao F.C. Porto e conquistou novamente o Campeonato do Porto.
Retornou a Inglaterra para cumprir o serviço militar e serviu o seu pais na Primeira Grande Guerra onde se juntou à Durham Light Infantry, tendo chegado a capitão.

Palmarés
2 Campeonatos do Porto

2 de maio de 2016

Fernando Mendes

Fernando Manuel Antunes Mendes nasceu no dia 5 de Novembro de 1966 no Montijo.
Começou a jogar futebol no C.D. Montijo e aos 14 anos deu o salto para o Sporting C.P. onde acabou por fazer toda a sua formação, integrando o plantel principal do clube leonino na temporada de 1984/85. Em Alvalade permaneceu durante quatro épocas, tendo vencido a Supertaça Cândido de Oliveira em 1987. Em 1989/90 transferiu-se para o S.L. Benfica, por lá ficou duas temporadas e sagrou-se Campeão Nacional em 1990/91. Na época de 1991/92 ingressou no Boavista F.C., tendo vencido a sua primeira Taça de Portugal nessa temporada. Na temporada seguinte estava de volta ao S.L. Benfica e voltou a vencer a Taça de Portugal. Em 1993/94 passou pelo C.F. Estrela da Amadora, regressou ao Boavista F.C. na temporada seguinte e em 1995/96 representou o C.F. Belenenses.
no inicío da época de 1996/97 foi contratado pelo Futebol Clube do Porto.
A estreia com a camisola dos Dragões em jogos oficiais aconteceu no dia 11 de Setembro de 1996, na 1ª jornada do Grupo D da Liga dos Campeões de 1996/97, quando o F.C. Porto foi a Itália vencer o A.C.Milan por 3-2 em pleno Estádio Giuseppe Meazza.
Ao serviço do F.C. Porto, Fernando Mendes Sagrou-se por três vezes Campeão Nacional (1996/97, 1997/98 e 1998/99), venceu a Taça de Portugal em 1997/98 e conquistou por duas vezes a Supertaça Cândido de Oliveira em 1997 e 1999.
Mas a história de Fernando Mendes com a camisola do F.C. Porto não foi feita só pelas conquistas de troféus oficiais já que também esteve presente em alguns torneios particulares importantes, com o primeiro a acontecer em 1996 quando os portistas venceram o Troféu Juan Acuña ao derrotar o R.C. Deportivo Coruña. Em 1997 os Dragões conquistaram o Thailand Premier Cup ao vencer o F.C. Inter de Milão por 2-1 e depois o C.A. Boca Juniors por 4-2.
Fernando Mendes jogou de Dragão ao peito durante três épocas, nesse período foi utilizado em 91 jogos oficiais e marcou 7 golos.
Em 1999/00 voltou a ingressar no C.F. Belenenses e na temporada seguinte transferiu-se para o V. Setúbal onde esteve durante duas épocas. Depois voltou ao C.D. Montijo e em 2005/06 foi jogar para o F.C. São Marcos onde permaneceu três temporadas. Já em 2008/09 ingressou no Clube Olímpico do Montijo onde terminou a sua carreira de futebolista no final dessa época.
Fernando Mendes foi internacional por Portugal em 11 jogos oficiais.
Em 2009/10 abraçou a carreira de treinador e tomou conta do comando técnico do C.O. Montijo, lugar que ocupou até ao final da temporada de 2011/12.

Palmarés
4 Campeonatos Nacionais 1ª Divisão (Portugal)
3 Taças de Portugal
3 Supertaças Cândido de Oliveira